Resenha: Sobrenatural - Cynthia Hand | Padronizado


Resenha: Sobrenatural - Cynthia Hand

Resenha: Sobrenatural - Cynthia Hand

           Eu não sei nem por onde começar. Comprei esse livro tem bastante tempo e ainda não tinha lido, não esperava muito dele. MAS O QUE É ESSE LIVRO? Estou completamente extasiada, emocionada, apaixonada, tudo por esse livro. Estou falando de Sobrenatural (skoob), de Cynthia Hand, publicado no Brasil pela Editora iD.
           Sabe quando você não consegue dormir? Eu estava assim. Literalmente, eu deitei para dormir e não conseguia, meu coração não acalmava de jeito nenhum. A autora me amarrou de todos os jeitos nele, me arrepiei, fiquei com falta de ar, coração saindo pela boca e coisas do tipo.
           A história é de Clara, uma menina que tem sangue-de-anjo. Sim, ela é parte anjo. E isso quer dizer que ela tem um propósito, algo pelo qual ela foi destinada desde que nasceu. Isso é ser um sangue-de-anjo.
           Clara é uma garota da Califórnia que tem uma vida privilegiada, é boa em todas as matérias e não tem muitos problemas além do fato de não falar com seu pai. Quando sua mãe lhe conta que ela é parte anjo e que tem um propósito, tudo se encaixa. O motivo de ela entender várias línguas, ser boa em tudo, o motivo dos pássaros a seguirem, por onde quer que ela for.
           Mas nem tudo é perfeito. Seu propósito é confuso, ela precisa entendê-lo e tem muitos problemas com isso. Quando ela descobre uma pista, é avassaladora: seu propósito se localiza em Wyoming, e ela terá que se mudar. Perder suas amigas, tudo o que ela conhece e ainda irritar seu irmão.
           Quando chega em Wyoming, Clara tem problemas em conseguir se adaptar a maior regra de todas: ninguém pode saber que ela é angélica. E isso se mostra difícil de controlar. Fora que, só de entrar na escola nova, a garota mais popular já a odeia, quase instantâneamente, e faz de tudo para tornar a vida de Clara infeliz.
           Determinada a se concentrar em seu próposito, Clara descobre mais coisas sobre sangues-de-anjo, sobre o menino que ela tem que salvar, sobre como lidar com suas novas amigas, entre outras coisas.
           Agora, o que me conquistou, cativou, prendeu, amarrou, TUDO, nesse livro, foi Tucker. Ele subiu em disparado para segundo em minha lista de amores platônicos literários.
           No início, Tucker vive implicando com Clara e a odeia, ao que parece. Porém, no verão, eles não tem companhias, além de um ao outro. Tucker é o típico garoto cowboy/do interior. Ele a leva para  pescar, pular de árvores, invadir terras privadas e coisas do tipo, despertando o lado mais humano de Clara.
           A partir daí, muitas coisas acontecem e se desenrolam com o livro e então não dá para largá-lo mais. Apesar do final meio rápido e "what?", é um livro muito bom e que vale a pena, só de ter um personagem como Tucker Avery. Eu recomendo e muito!
           Bom, é isso, até a próxima!

Postado por: Gabriela Duarte.

 

Seguidores