Crítica: A Esperança (Mockingjay) - Parte 1 (2014) | Padronizado


Crítica: A Esperança (Mockingjay) - Parte 1 (2014)

Crítica: A Esperança (Mockingjay) - Parte 1

           Como todos sabem, Mockingjay estreou nessa quarta aqui no Brasil ficando atrás apenas do Reino Unido, onde ocorreu a premiere. Como de costume o BlogPadronizado foi dar uma conferida na penúltima parte da Saga.
           Grandes estreias sempre são alvos de grandes expectativas, e mais uma vez, os fãs de Hunger Games não tem do que reclamar. O filme foi um sucesso! Tensão, suspense e ação, tudo de uma vez só. Chega a ser uma montanha russa.
           O filme começa não muito depois do resgate de Katniss do Massacre Quaternário, onde ainda encontramos a protagonista muito desorientada e alheia aos eventos. Ela está refugiada no Distrito 13, que muitos pensavam estar extinto, onde é assediada para que possa vir a se tornar o "Tordo", ou seja, o símbolo da revolução.
           Durante o desenrolar dessa primeira parte, a "Garota em Chamas" de pulso forte e presente nos filmes anteriores já não tem mais tanta convicção de suas ações, e se encontra um tanto impotente. Não apenas o fato de ter perdido seu companheiro, como também sua atual importância para a guerra que começa a ganhar forma, deixam tudo fora de seu alcance.
           Agora, Katniss tem que fazer escolhas sobre quem confia ou não, sobre o que fazer e como resolver toda a situação que ocorre em Panem. Membro indispensável da rebelião, muitas expectativas são colocadas nela e ela se vê no meio de muitas batalhas, internas e externas.
           É definitivamente um must see, assim como todos os filmes (e livros!) da série.

"If we burn, you burn with us."


Postado por: Gabriela Duarte e Matheus Meira.



Pesquisar preços para: A Esperança

 

Seguidores