Resenha: A Mulher de Preto - Susan Hill | Padronizado


Resenha: A Mulher de Preto - Susan Hill

Resenha: A Mulher de Preto - Susan Hill

          Lançado no Brasil pelo Grupo Editorial Record, hoje vim falar sobre o livro de Susan Hill, A Mulher de Preto. Apesar de ser classificado como terror, eu senti como se estivesse lendo apenas suspense.
          O livro conta com uma linguagem quase poética expressando de maneira clara cada mínimo detalhe, facilitando o clima de suspense, presente em quase todas as páginas do livro. Por não ser um livro contemporâneo, é repleto de clichês hoje já muito batidos, que na época deveria ser uma revolução literária.
          A história começa em uma reunião familiar durante noite de Natal quando nos é apresentado Arthur Kipps, o personagem principal, como um homem de meia idade que há muito não era atormentado pelos fantasmas de seu passado. Porém, ainda residia nele vestígios de uma época sombria.
          O livro se passa em primeira pessoa, como um relato desse Arthur mais velho sobre o episódio que mudou sua vida. Carregado de emoções, o leitor é transportado para o interior da Inglaterra, em uma pequena cidade chamada Crythin Gifford, acompanhando o jovem advogado Sr. Kipps em sua jornada até a Casa do Brejo da Enguia para organização dos documentos que restavam da falecida Sra. Drablow.
          Vindo da cidade grande e inserido no meio do vilarejo rodeado de superstições e lendas, e pessoas mais supersticiosas ainda, Arthur desde o início tende ao ceticismo. Apesar de seus preconceitos quanto aos habitantes, ele percebe que a forma com que o tratam, não é o que ele esperava.
          A leitura é simples apesar da escrita rebuscada, e o livro é relativamente pequeno, mas ainda assim, cheio de conteúdo e momentos que te fazem prender o fôlego. Muito indicado para os fãs de suspense/terror.


Postado por: Gabriela Duarte.

 

Seguidores