Resenha: Os Ratos do Novo Mundo - Júlia Zanelatto | Padronizado


Resenha: Os Ratos do Novo Mundo - Júlia Zanelatto

Resenha: Os Ratos do Novo Mundo - Júlia Zanelatto





SinopseApós um grande revolta de proporções mundiais conhecida como Tempos de Caos e Sangue, o sistema governamental vigente é substituído por um novo regime ditatorial e extremamente controlador. Dez gerações mais tarde surge Mia Schvenko, uma adolescente que enfrenta dificuldades para se adaptar à vida que ela conhece e tem um talento especial para problemas.



Resenha A leitura começa bem empolgante e logo de cara a autora deixa o leitor ciente dos acontecimentos anteriores e como se organiza essa nova sociedade, Evitando aquele sentimento plástico na história, que acontece quando a gente não consegue se conectar completamente com o livro. É voltada para o público young-adult (jovem adulto) e desde o início problemas comuns aos adolescentes são apresentados ora metaforizados, ora não e ora exageradamente romanceados. A escrita é simples e bem detalhista, porém chegando na metade do livro, os acontecimentos começaram a soar ligeiramente artificiais, tentando forçar uma imagem da personagem principal, que me incomodou um pouco durante a leitura. Após isso, o livro tenta se aprofundar na parte psicológica com sucesso resultando no aparecimento do melhor personagem.
          Mesmo com o surgimento de um novo personagem e um ligeiro questionamento psicológico não foi suficiente para amenizar o descontentamento com o que se segue durante sua estadia no campo de concentração. O livro infelizmente perde veracidade durante alguns capítulos e apesar de ser a primeira, não é a única vez que isso acontece.
          Exageros e feitos inacreditáveis a parte, o livro é uma boa pedida para quem gosta de distopias e esse tipo de ação mirabolante, tendo uma história bem cativante que me impediu de simplesmente desistir da leitura e deixar para outro fazer a resenha. E honestamente estou um pouco ansioso para o lançamento da continuação, até por que este livro foi escrito por uma autora bem nova e evidentemente talentosa, e creio eu que a sequência me surpreenderá.

Postado por: Matheus Meira.

Literatura brasileira

           Infelizmente, no nosso país há uma grande desvalorização dos nossos autores. Muitas vezes, o "preconceito" prevalece na cabeça de muitos leitores, principalmente os jovens. Ao "perceberem" que o livro é brasileiro, a maioria das pessoas (estou tentando não generalizar, para deixar claro. Sei que muitos não se encaixam nesse padrão) o deixa de lado, o que é realmente muito triste.
           Alguns autores são obrigados a criar pseudônimos que se assemelham a nomes estrangeiros, pois sabem que com os próprios nomes, o livro provavelmente não será bem visto.
           Que tal dar uma chance aos nossos autores? Que mal pode haver em, de vez em quando, ler um nacional? Vamos acabar de vez com esse tabu! Nós, do blog Padronizado, incentivamos a valorização da literatura brasileira. Quem sabe você não encontra um bom nacional por aí? Junte-se a essa nobre causa!

 

Seguidores