Crítica: O jogo da Imitação (2014) | Padronizado


Crítica: O jogo da Imitação (2014)

Crítica: O Jogo da Imitação (2014)

           Filme que estreou recentemente, "O Jogo da Imitação", era pessoalmente o mais aguardado. Fascinado pelo proposta do enredo que não deixou nada à desejar, já estabeleci antecipadamente meu favorito para a estatueta e obviamente não me arrependerei.
          Ambientado na 2ª Guerra Mundial, conta a jornada do matemático Alan Turing em sua batalha contra a famosa máquina de encriptação denominada "Enigma". Uma guerra que a cada ano se revelaria mais pessoal a medida que o telespectador conhece o protagonista e toda genialidade presente no personagem.
           Com atuações nada medíocres, um cenário bem ambientado e ainda a participação de Charles Dance (o Tywin Lannister de GOT), é aquele filme que não se pode piscar ou perderá uma boa cena que com certeza fará falta em algum momento. Isso tudo sem falar do astro britânico Benedict Cumberbatch que deu aquele ar de loucura à Alan. Sutil, mas extravagante, encaixando perfeitamente com o resto do filme.
            Então se você gosta daquele filme recheado de questões, e que nem todos entenderiam realmente o que se passou ali, ou se você apenas gosta de um bom filme, esta é uma boa dica "O Jogo da Imitação".

Postado por: Matheus Meira.

 

Seguidores