Resenha: Toda luz que não podemos ver - Anthony Doerr | Padronizado


Resenha: Toda luz que não podemos ver - Anthony Doerr

Resenha: Toda luz que não podemos ver - Anthony Doerr

           Hoje vim falar sobre a nova aposta da Editora Intrínseca para o ano de 2015. Vencedor do Pullitzer, "Toda luz que não podemos ver" não é apenas mais um dos romances com a guerra como plano de fundo - muito bem construído, com personagens cativantes e uma trama intrigante, Doerr criou uma grande obra.
           O livro conta com a história de dois personagens principais: Marie-Laure é francesa, filha do chaveiro do museu de história natural. Aos seis anos, Marie fica cega e por tal motivo, seu pai cria uma maquete do bairro onde moram, para que a menina aprenda todos os caminhos.
           Com a chegada da guerra e das tropas alemãs, pai e filha vão para a pequena cidade de Saint-Malo e levam consigo o que pode ser o maior tesouro do museu.
           Também conhecemos Werner, um jovem alemão que cresceu com sua irmã em um orfanato. Um dia, ele encontra um rádio, e rapidamente aprende a consertá-lo, levando todos da vizinhança a pedirem esse favor.
           Sua vida muda quando um senhor rico e com contatos no exército alemão pede o mesmo favor ao garoto, que prontamente conserta o rádio. Chamando a atenção do homem com sua inteligência, Werner entra para uma escola de engenheiros alemã, onde vai ajudar a criar estratégias tecnológicas para a guerra. 
           Como imaginamos, em alguns pontos da história, a vida dos dois se cruza de maneiras inesperadas. Uma história emocionante, cheia de mistérios e reviravoltas, "Toda luz que não podemos ver" vai te conquistar. Um livro com a guerra como plano de fundo, porém diferente de tudo que você já leu sobre o assunto. 


Postado por: Gabriela Duarte.

 

Seguidores