Resenha: Vermelho Como o Sangue - Salla Simukka | Padronizado


Resenha: Vermelho Como o Sangue - Salla Simukka

Resenha: Vermelho Como o Sangue - Salla Simukka

Sinopse: Em um poderoso inverno no ártico, Lumikki Andersson encontra por acaso, algo inusitado no laboratório de fotografia da escola: uma grande quantia em notas, ainda úmidas, secando com rastros vermelhos que parecem ser sangue.
Lumikki, apesar de ter apenas 17 anos, vive sozinha, em uma cidade muito
bem conceituada, ela apenas estuda, alheia a todas as festas, fofocas, enfim... Tudo que os garotos e garotas perfeitos de sua escola fazem.
Depois de, acidentalmente, acabar se envolvendo no caso das notas sujas de sangue, Lumikki se vê enfrentando milhares de eventos, que se mostram cada vez mais ameaçadores e perigosos quando as provas apontam para corrupção policial e um traficante perigoso e misterioso, conhecido pela brutalidade que seus negócios são conduzidos.
Logo, Lumikki se vê perdida no mundo em que pensava estar segura, e percebe o tempo se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.

Resenha: Lançado pela Novo Conceito, Vermelho Como o Sangue começou com grandes expectativas. Com a linda capa e o fato interessante de ser uma adaptação do grande clássico da Branca de Neve, o livro tinha de tudo para ser um sucesso.
                 O fato é que: o público o recebeu de braços abertos, mas houve muita crítica. Logo antes de ler, fiquei com um pé atrás, por ter visto tantas críticas negativas. Já digo logo de cara que, se você espera um misterioso romance policial com uma atmosfera completamente tensa, desista.
                 Apesar de possuir uma boa escrita, sim, acredito que os fatos diante do grande misterioso sangue por trás das notas seja algo não tão misterioso assim. A trama pode muito bem ser adivinhada pelos leitores mais "ligados". Outro fato um pouco decepcionante, foi a falta de menção a Branca de Neve em si. Tirando alguma coisinha aqui e ali, o livro não se trata de quase nada que esteja ligado com a princesa.
                  Mas, para os leitores menos críticos (e acho que sou uma, pois acabo me divertindo com quase todo tipo de leitura), Vermelho Como o Sangue acaba sendo um bom livro, com uma história interessante. Não muito grande, o li em 5 horas, então é uma boa pedida para uma tarde tediosa de domingo (quem nunca?).
                   Pretendo dar continuidade à leitura da Trilogia Branca de Neve, pois fiquei realmente curiosa com o que a autora possa trazer nos próximos dois livros. Estes, Branco Como a Neve e Preto Como o Ébano, já têm capas brasileiras. Dê uma conferida, pois talvez você goste, assim como eu gostei!

Compre seu exemplar na Amazon:

 

Postado por: Gabriela Duarte.

 

Seguidores